A ESCATOLOGIA DO TOMÁS DE AQUINO MADURO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v53n1p161/2021

Resumo

A renovação da Escatologia é um processo ecumênico iniciado no século XIX que se estende até hoje. Ela permite a expressão mais precisa daquilo que a revelação cristã realmente manifesta nesse campo. A renovação da Escatologia também instiga ao conhecimento aprofundado da história da Teologia em vista de nos enriquecermos com os valores dessa história e não incidirmos em lacunas já verificadas no passado. Este artigo tem três objetivos: (1) examinar os elementos antropológicos sobre os quais Tomás de Aquino construiu sua Escatologia; (2) expor as grandes linhas da Escatologia que ele formulou no último decênio de sua vida (3) à luz de uma intuição de Tomás, apresentar a analogia da mutilação como sendo ferramenta para melhor compreensão do estado intermediário. Na conclusão indicam-se valores e lacunas da Escatologia do Tomás de Aquino maduro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

ALVES, Cesar Andrade. A ESCATOLOGIA DO TOMÁS DE AQUINO MADURO. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 53, n. 1, p. 161, 2021. DOI: 10.20911/21768757v53n1p161/2021. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/4555. Acesso em: 18 jul. 2024.