AMORIS LAETITIA: UM “SIM” RADICAL À PASTORALIDADE DA TEOLOGIA MORAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v53n1p17/2021

Resumo

O presente artigo evidencia o núcleo do conflito que tem polarizado as discussões sobre a Amoris Laetitia na Igreja. Depois de referir-se à centralidade do sujeito no processo de decisão moral e à necessidade de integrar as dimensões subjetiva e objetiva da moralidade, apresenta algumas ambiguidades herdadas da tradição sobre matrimônio e sexualidade a serem reconsideradas. Propõe que essa tarefa seja feita à luz tanto da primazia dada pelo Papa Francisco ao amor e à misericórdia em relação à objetividade das normas quanto da prioridade concedida por ele à pastoral como critério hermenêutico na reflexão moral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

ZACHARIAS, Ronaldo. AMORIS LAETITIA: UM “SIM” RADICAL À PASTORALIDADE DA TEOLOGIA MORAL. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 53, n. 1, p. 17, 2021. DOI: 10.20911/21768757v53n1p17/2021. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/4575. Acesso em: 12 jul. 2024.