DIREÇÃO ESPIRITUAL EM CONTEXTO AFRICANO: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v53n2p353/2021

Resumo

Um diretor espiritual chateado simplesmente encerrou um retiro com um grupo de padres africanos porque eles não conseguiam observar estrito silêncio. Situações similares em outros lugares do continente levaram um jovem estudante africano a pôr-se a questão da adequação dos Exercícios Espirituais do século XVI aos africanos contemporâneos. Este texto reconhece os desafios enfrentados pelos diretores espirituais para aplicar “com precisão” o método dos Exercícios Espirituais em um mundo diversificado, sempre em evolução, barulhento e ocupado. A partir da experiência concreta daquele grupo de sacerdotes, ele defende a pertinência dos Exercícios no contexto africano com base na adaptabilidade e flexibilidade inerentes aos Exercícios Espirituais de Inácio e aos diretórios subsequentes. A crise particular entre aquele diretor e seus retirantes, entretanto, também representa uma oportunidade única para que os diretores de retiros encontrem maneiras criativas de acolher retirantes com necessidades específicas, e de comunicar o material dos Exercícios de uma maneira que seja acessível e respeitosa a Visão de mundo africana.

PALAVRAS-CHAVE: Diretor de retiro. Contexto diocesano africano. Retiro misto. Confissão e narratividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-30

Como Citar

ENYEGUE, Jean Luc. DIREÇÃO ESPIRITUAL EM CONTEXTO AFRICANO: DESAFIOS E OPORTUNIDADES. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 53, n. 2, p. 353, 2021. DOI: 10.20911/21768757v53n2p353/2021. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/4691. Acesso em: 18 jul. 2024.