AS ANEDOTAS DE ATOS: HÁ UM PADRÃO FORMAL EM ATOS DOS APÓSTOLOS 19.13-16; 20.7-12; 28.1-6?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v54n3p737/2022

Resumo

RESUMO: No presente artigo analisamos três perícopes do livro de Atos dos Apóstolos (19.13-16; 20.7-12; 28.1-6) e, a partir da análise realizada, apontamos para a existência do gênero anedota nessas passagens neotestamentárias. Partimos da revisão dos principais estudos diacrônicos e sincrônicos feitos sobre o livro de Atos. Como metodologia, utilizamos os procedimentos da crítica das formas, uma vez que nesse texto discutimos a existência de um gênero literário que supostamente é ignorado pela exegese bíblica tradicional. No entanto, esse método típico da metodologia da exegese histórico-crítica é combinado com a teoria do romance de Bakhtin para propor renovação na abordagem teórica. As três perícopes mencionadas são analisadas a partir do texto grego. Assim, constata-se que, de fato, há anedotas no livro de Atos e que nesse livro a referida forma literária tem uma função dentro da narrativa, a de oferecer pausas no conteúdo da narrativa da obra lucana. Além disso, o resultado do estudo também aponta para a relevância da comicidade no Novo Testamento.

PALAVRAS-CHAVE: Anedota. Subgênero. Atos. Cômico. Lucas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-28

Como Citar

LEITE, Francisco Benedito. AS ANEDOTAS DE ATOS: HÁ UM PADRÃO FORMAL EM ATOS DOS APÓSTOLOS 19.13-16; 20.7-12; 28.1-6?. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 54, n. 3, p. 737, 2022. DOI: 10.20911/21768757v54n3p737/2022. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/5141. Acesso em: 18 jul. 2024.