VOLUNTARIADO MADURO PARA JOVENS NO MUNDO DOS POBRES: LUGAR HISTÓRICO-PASTORAL-TEOLOGAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v55n3p695/2023

Resumo

Objetiva-se correlacionar a compreensão de voluntariado para jovens no Documento 85 da CNBB, Evangelização da juventude: desafios e perspectivas pastorais (2007), com os princípios do método teológico de Jon Sobrino do “mundo dos pobres como lugar histórico-pastoral e como lugar histórico-teologal”. No referido Documento, o voluntariado apresenta-se como pista da ação evangelizadora da juventude (n. 174) e da pedagogia de formação de jovens, na qual a experiência tenha prioridade sobre a teoria (n. 146-149). Ele se contrapõe à desintegração e à desvinculação entre, de um lado, protagonismo e participação sociais (n. 10-50) e, de outro, conhecimento de Jesus Cristo e confissão de fé cristã, pessoal e comunitária (n. 51-92). Desde os princípios do método teológico sobriniano, o voluntariado maduro, como forma solidária de participação social para jovens no mundo dos pobres, é lugar histórico-pastoral e lugar histórico-teologal. A incubatio do itinerário pessoal-eclesial-social-teologal do método teológico sobriniano se inscreve no desafio pastoral de repensar eclesial-social-teologicamente o voluntariado para jovens.

PALAVRAS-CHAVE: Voluntariado maduro. Jovens. Jon Sobrino. Histórico-pastoral. Histórico-teologal

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-27

Como Citar

SEVERINO, Eduardo Roberto. VOLUNTARIADO MADURO PARA JOVENS NO MUNDO DOS POBRES: LUGAR HISTÓRICO-PASTORAL-TEOLOGAL. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 55, n. 3, p. 695, 2023. DOI: 10.20911/21768757v55n3p695/2023. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/5337. Acesso em: 18 jul. 2024.