ENTRE A TRADIÇÃO E AS SAGRADAS ESCRITURAS: A LITURGIA COMO NORMA DA VIDA DA IGREJA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v55n3p631/2023

Resumo

Se a relação entre a liturgia, a Tradição e as Sagradas Escrituras é verdadeiramente estruturante como preconiza Sacrosanctum Concilium, não confere à liturgia, no ato celebrativo, uma densidade estruturante e normativa à vida eclesial? Como fundamento dessa hipótese se encontram duas ideias: primeiro, de que Tradição e Escrituras são como fontes, ou melhor, uma unica fonte que irriga a liturgia e lhe dá um tipo de autoridade com força de "lei"; segundo, de que o Concílio Vaticano II buscou, para além da elaboração de novas regras de culto, propor um "novo" paradigma para se conceber a relação entre Tradição, Escrituras e liturgia. O presente estudo buscará, pois, compreender a Tradição e as Escrituras como princípios teológicos que interlaçam Sacrosanctum Concilium e as demais constituições conciliares, ora em consonancia ora em dissonancia, e como isso possibilita pensar teologicamente o caráter central e instituinte da liturgia na vida da Igreja a partir do Vaticano II.

PALAVRAS-CHAVE: Constituições conciliares de Vaticano 11. Tradição. Sagradas Escrituras. Norma. Igreja.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-27

Como Citar

TENÓRIO MACIEL, Creômenes. ENTRE A TRADIÇÃO E AS SAGRADAS ESCRITURAS: A LITURGIA COMO NORMA DA VIDA DA IGREJA. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 55, n. 3, p. 631, 2023. DOI: 10.20911/21768757v55n3p631/2023. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/5424. Acesso em: 18 jul. 2024.