ESPIRITUALIDADE ECOLÓGICA POR “UM NOVO HUMANISMO”: APORTES DE TEILHARD DE CHARDIN E DO PAPA FRANCISCO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v55n3p671/2023

Resumo

Pesquisadores de diferentes áreas sustentam que a civilização tem projetos insustentáveis e que chegou a limites extremos em sua trajetória evolutiva. Um agravante, dentre outros, é a dramática crise ambiental. Considerando esta situação, a pesquisa tenciona oferecer pistas para o desabrochar de uma nova consciência planetária a ser cultivada na forma de uma espiritualidade ecológica. Daí, ser crucial conhecer, num primeiro momento, sucintamente, o teor do desequilíbrio civilizacional que a pandemia da Covid-19 pôs a descoberto. Em seguida, voltamo-nos para Teilhard de Chardin, que fala de “pontos críticos” no decorrer do processo evolutivo. Eles sinalizam para o nascimento de algo novo, tópico dois. O terceiro e o quarto tópicos dedicaremos às contribuições de Teilhard de Chardin e do Papa Francisco, respectivamente, para o aprofundamento de uma espiritualidade que responda à crise ecológica e, consequentemente, inspire um novo humanismo. Um dos resultados da pesquisa aponta para a descoberta da perspectiva mística subjacente na Laudato si’.

PALAVRAS-CHAVE: Teilhard de Chardin. Papa Francisco. Crise civilizacional. Espiritualidade ecológica. Novo humanismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2023-12-27

Como Citar

VASCONCELOS, Aparecida Maria de; MARIANI, Ceci Maria Costa Baptista. ESPIRITUALIDADE ECOLÓGICA POR “UM NOVO HUMANISMO”: APORTES DE TEILHARD DE CHARDIN E DO PAPA FRANCISCO. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 55, n. 3, p. 671, 2023. DOI: 10.20911/21768757v55n3p671/2023. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/5441. Acesso em: 18 jul. 2024.