ANTROPOFAGIA E TEOLOGIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v54n2p295/2022

Resumo

2022 é marcado por duas comemorações importantes no Brasil: os 200 anos de sua independência (dia 7 de setembro) e os 100 anos da Semana de Arte Moderna (13-17 de fevereiro). Embora remetam a eventos distintos, essas comemorações são uma ocasião favorável para de novo perguntar-se sobre o Brasil e os brasileiros, sua história, identidade, destino. Dentre os protagonistas da Semana, Oswald de Andrade foi, sem dúvida, um dos mais provocativos, tendo elaborado, nos anos que se seguiram, uma teoria sobre o Brasil e os brasileiros a partir da metáfora da antropofagia. Após alguns esclarecimentos metodológicos, o presente estudo apresenta o pensamento antropofágico oswaldiano, identificando em sua busca do "humanum" alguns elementos de uma possível "correlação mutuamente crítica" entre esse "clássico" do pensamento brasileiro e a teologia cristã.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-08-29

Como Citar

DE MORI, Geraldo Luiz. ANTROPOFAGIA E TEOLOGIA. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 54, n. 2, p. 295, 2022. DOI: 10.20911/21768757v54n2p295/2022. Disponível em: https://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/5050. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos